sexta-feira, 9 de setembro de 2016

160ª Morte violenta em Mossoró em 2016:

Frentista executado quando chegava em casa no Aeroporto pode ter sido morto por engano. Ele foi alvejado com cerca de 10 disparos de pistola e caiu sem vida na frente da casa onde morava.

Francisco Fransueldo da Silva de 26 anos de idade, foi morto quando chegava em casa na Rua José Ribamar da Silva, no bairro Aeroporto II “Quixabeirinha” em Mossoró, no Oeste do Rio Grande do Norte.

Segundo informações, ele trabalhava como frentista no posto de combustível Belo Horizonte e estava chegando em casa do trabalho por volte de 21 horas e 30 minutos, quando foi surpreendido por dois elementos de motocicleta.

A polícia recebeu informações que o jovem era trabalhador, não tinha envolvimento com ilícito e pode ter sido morto por engano.

Segundo informações de populares, um irmão de Fransueldo era acusado de uma tentativa de homicídio e, além da aparência física, trabalhava no mesmo posto, usava farda semelhante, sempre utilizava a mesma motocicleta e fazia o mesmo percurso.

A equipe do Itep, identificou 11 perfurações, apenas uma de saída, provocadas pelos disparos, mas no local só foram encontradas 08 capsulas de pisto.

A policia Militar fez o isolamento para os procedimentos que foram realizados pelas equipes de plantão Delegacia de Policial Civil e no Instituto Técnico e Cientifico de Perícia, “Itep” para onde o corpo de Francisco Fransueldo da Silva foi removido e será necropsiado.






Nenhum comentário:

Postar um comentário